segunda-feira

Ele ou eu... Quem é o bobo da corte?!?

Oi, Fred!!! Faz dois anos que converso virtualmente com uma pessoa muito interessante. Moramos em cidades diferentes e conversamos todos os dias, ele é dez anos mais novo do que eu, tenho 38 anos já fui casada durante 12 anos e estou divorciada há três anos, tenho dois filhos e estou preocupada com essa minha relação virtual, no começo era tudo uma brincadeira, mas foi passando o tempo e eu fui me interessando por ele... Há seis meses resolvemos nos encontrar e acabou rolando fiquei ainda mais encantada, pois foi uma identificação instantânea, ficamos nos vendo por dois meses ele vinha, eu ia... Até que no final do ano ele me disse que era casado e que estava voltando para a mulher, mas como isso!!! Eu nem sabia que ele era casado e ainda por cima que tinha brigado com ela!!! Meu mundo caiu!!! Eu pensava que ele gostava de mim... Depois da tempestade, ele esteve novamente em minha cidade para me ver, ficamos e desde esse dia a nossa relação ficou mais intensa, às vezes duvido desse casamento, pois nos falamos todos os dias... Ele se comporta como uma pessoa solteira, quando brigamos, ele se dispõe a conversarmos até fazermos as pazes, ele sente ciúme de mim, a toda hora diz que me ama, eu acho que ele mentiu ser casado... Quando eu disse a ele que era melhor terminarmos, pois não sou mulher para viver uma relação às escondidas... Ele ficou desesperado, disse que essa situação era por pouco tempo e que logo tudo se resolveria... Sinceramente, eu estou afundando nessa relação, preciso de ajuda, acho que essa situação não vai me levar a lugar algum, me ajude!!!

Existem algumas circunstâncias nessa sua pendência: ele pode ter mentindo em ser casado, porque queria que o relacionamento de vocês não ficasse sério demais e acabasse o prendendo a essa relação... Ele pode ser realmente casado e gostou de ter pulado a cerca e está se divertindo com você... Pode ser também que a mentira dele era para ter um efeito e o tiro saiu pela culatra e agora ele está mesmo afim de você, porém não tem coragem de falar a verdade... E para finalizar: Ele pode ser casado e está de fato querendo romper o casamento e com isso estará livre para você... Eu poderia ficar levantando suposições sem parar, mas você sabe mais do que eu as infinitas possibilidades dessa sua relação, pois como é você que está nessa situação já deve ter matutado por várias vezes todas as possíveis combinações que uma mente desvairada de amor pode apresentar... rs. Meu conselho para você é: Termine essa relação, descubra o que realmente é verdadeiro no que ele diz porque não dá para brincar de amante à distancia, não é legal para você e muito menos para a esposa que está por fora da situação, deixe-o correr atrás para resolver esse problema que foi criado por ele mesmo... Mas lembre-o que agora você vai estar solteira e com antena ligada para outro relacionamento, que se ele demorar muito para organizar a vida dele, o bonde irá passar e te levar e se ele vacilar, quem vai estar ao seu lado será outro alguém para você chamar de seu... 

Brincando de casinha

Olá!!! Tenho 20 anos e meu marido 42 anos, moramos juntos há quatro anos, nossa convivência era muito boa, até ele se envolver com o trabalho e foi me deixando de lado, várias vezes ficava esperando ele até tarde da noite chorando sozinha... Quando ele chegava pedia desculpas, mas eu me sentia insegura ainda mais com boatos de que ele estava me traindo... Durante a nossa relação eu recebia mensagens me chamando de chifruda, mas eu nunca acreditei nessas palavras... Várias pessoas me admiram por aguentá-lo, eu vivia sempre sozinha, até que conversando na rede social com as minhas amigas, conheci um jovem da minha idade, conversamos muito, ele deu em cima, mas não dei bola, falei que era casada... O tempo foi passando e ele não desistia, pelo contrário só insistia, mandava mensagens de amor e muitos elogios, até que ele me pediu e eu dei o nº do meu telefone... Ele me ligou queria sair comigo, eu disse que não podia, alguns homens já deram em cima de mim e não tive problemas em afastá-los, mas esse rapaz eu não conseguia resistir... Como meu marido trabalhava demais e só voltava tarde da noite e ele morava perto da minha casa, pedi para ele vir me visitar... Depois disso nos víamos três vezes por semana, me tornei outra pessoa, mais feliz, emagreci 6 kg, ele me correspondia em todos os sentidos, pois era solteiro e dedicava seu tempo para mim... Com isso meu marido ficou desconfiado e começou a me olhar novamente e ter mais tempo para mim, até que um dia ele pegou umas mensagens no meu celular e ficou com muita raiva e quebrou o chip, não tive mais contato com meu amante por um mês, até que o vi se despedindo na rede social, estava indo morar em outra Cidade, meu mundo caiu não podia acreditar no que estava acontecendo... Conseguimos nos falar novamente só que com a mudança dele, ele quer que eu largue o meu marido. Não sei se devo deixar do marido, pois tenho um carinho enorme por ele e agora voltamos a nos dar bem, mas o meu amante é insistente e não para de ligar... Eu já falei para ele que gosto dele, mas que sou casada e ele por ser ainda jovem devia terminar os estudos e procurar outra pessoa, porem ele insiste em dizer que me ama e que logo ele termina a faculdade e com isso eu serei toda dele... Eu não quero deixar e nem magoar o meu marido, vou me sentir muito culpada porque a ex. mulher o deixou por outro e não quero decepcioná-lo novamente... Por isso não vou abrir mão de viver com a pessoa que gosto para satisfazer a vontade do outro de ser feliz...

Minha mãe já dizia: “Criança que brinca com fogo acaba mijada”... Você entrou nessa relação para brincar de casinha e viu que não é mole não... Fez errado, se seu marido lhe trai, o que você faz?!? Vinga-se com traição também... rs. Dizem que chifre trocado não dói...rs. Se você está com problemas no seu casamento devia sentar e dialogar e se a conversa não surgir efeito tome uma medida mas enérgica como por exemplo; separar... O que você fez foi paliativo porque não dou um ano para o seu relacionamento voltar a ser o que era ou até pior... Seja sincera consigo mesma por mais que você ache que a separação seja prejudicial, futuramente será bem melhor, pois você poderá amadurecer e achar o homem que você realmente ame... Ficar com alguém por pena de magoar porque ele é legal ou porque ele me sustenta e sinto um enorme apreço por ele, não são motivos para se amarrar a uma relação, ainda por cima se você tem apenas 20 anos e uma vida imensa pela frente... Sabe o que você tem que fazer; é estudar, trabalhar, aprender a andar com as próprias pernas sem ter que depender de ninguém, aí sim você poderá fazer suas escolhas sem dever nada para os outros... Ops!!! Já ia me esquecendo do amante... Ele serviu para lhe mostrar o quanto a sua relação com seu marido é fútil, mas ainda não dá para ser ele o homem dá sua vida, pois se você ele o seu amor você não titubeava com a linda proposta dele de uma vida a dois vivendo apenas o dia a dia... rs. Sinceramente aproveite que você é jovem e dê uma guinada na sua vida, nem que para isso tenha recuar alguns passos do tipo voltar para a casa dos pais, ter que trabalhar para estudar, aguentar o papinho das meninas da sua idade... Não pense que essa vida que escolheu é fácil, pois brincar de casinha com a casa dos outros pode vir a se tornar um inferno, uma hora a cobrança vem com muitos juros e as condições de pagamento geralmente não são agradáveis... Pense bem o que você está fazendo com a sua vida, sempre dá para mudar e tentar algo diferente sempre procurando o melhor, já o que não dá para mudar é a morte...

O avoado que voou

Olá Fred! Tenho 28 anos e no início do ano fui apresentada a um amigo de uma amiga. Passaram-se alguns dias essa amiga me disse que o amigo dela ficou interessado por mim. No inicio eu recusei, pois ele já tinha uma história, ele foi casado, tem duas filhas e é 20 anos, mais velho do que eu. Ele insistia com a minha amiga para marcar um encontro e eu só recusava. Já sem desculpas resolvi ceder e aceitei sair com ele. Ele foi muito gentil e atencioso, não rolou nada e marcamos outra saída... Ele conversa bem, a companhia dele é muito agradável e desta vez ficamos... Começamos a nos encontrar regularmente, trocávamos mensagens, falávamos ao telefone e ele me apresentava aos amigos como sua namorada, ele me fazia elogios, era carinhoso e eu estava muito feliz com a nossa relação. Foi quando estávamos caminhando para o sexto mês de relação que ele foi sumindo aos poucos, sempre com alguma desculpa para não me ver, as ligações que eram diárias começaram a se espaçar, até chegar ao ponto dele não me ligar mais... E eu sem entender nada liguei procurando esclarecimentos e cobrando uma atitude dele para comigo, ele simplesmente respondeu que não estava mais satisfeito com a nossa relação e que era para eu desencanar dele, porque ele não queria ter mais nada comigo... Agora eu pergunto o que aconteceu? Porque ele não me quer mais? O que eu fiz de errado? Fred!!! Por favor, me ajude!!! Eu já estava envolvida por ele e ele se mostrava tão interessado!!!  

Há razões que nem a pessoa mais racional do mundo pode explicar... rs. Não sei dizer o que aconteceu... Ele pode ter enjoado de você ou cansado da mesmice, ou simplesmente ser louco mesmo... Pode ter arrumando outro rabo de saia para amar... Vai ver que ele é do tipo que só quer o “troféu da difícil” enquanto você complicava a aproximação ele estava interessado, mas depois que te conquistou perdeu a graça... Mas só sei de uma coisa não era para ser ele, então levante a cabeça e siga em frente, não perca tempo querendo racionalizar os motivos do fim de algo que nem tinha começado, exorcize esse passado, pois se ele não te quis a culpa é dele e não sua... Provavelmente quando você já estiver curada desse luto, ele irá reaparecer, por isso não cometa o erro novamente, não dê chance para ele tentar lhe mostrar que mudou, pois 90% deles não mudam de verdade, o risco de você se envolver novamente com ele e se dar mal é grande, então se lembre do que ele te fez e siga sozinha, pois é melhor estar só é feliz consigo mesma do que a dois é ser mal amada...

terça-feira

Qual é o seu nome mesmo?!?

Fred, devido a um recente acidente, tenho tido problemas de memória e não consigo lembrar o nome das pessoas inclusive das conhecidas... O caso é o seguinte eu saindo com um affair e já estávamos bem avançados (transando). Após uma transa maravilhosa, ele pediu para ver a que horas ele tinha me pego em casa, como eu tinha tudo arquivado sobre as nossas conversas no meu aplicativo, e quando fui pesquisar, apareceu o nome Pedro, então segui por Pedro e não encontrei nada, então na minha cabeça deu um apagão e eu não conseguia lembrar o nome dele, e perguntei; - você se chama Paulo não é? (Ele realmente se chama Paulo) Ele levantou dá cama, “louco da vida” e me xingou... Eu compreendo a atitude dele, mas queria que ele compreendesse a minha situação de não conseguir realmente me lembrar. Eu estou com a consciência pesada, e fico me martirizando o tempo todo, tentei me desculpar, porém ele disse para que eu nunca mais o procure, foi um erro imperdoável, mas queria apenas me sentir um pouquinho melhor e tentar concertar esse erro. O que eu faço? 
                                                 
Faz nada!!! Tem homens que não admitem que troquem o seu nome na hora da transa, para alguns esse erro é imperdoável, é como se tivessem sido comparados e lembrados por um nome que não lhes pertence...rs O ego deles fica abalado e não há perdão, você precisa tomar cuidado e não insistir muito nessas desculpas, pois ele pode ser do tipo vingativo e aí já viu, quem vai sofrer é você... Por isso o melhor a se fazer nesse caso é deixar de lado, esquecer o que aconteceu e partir para o próximo número da fila seguindo em sua caminhada feliz... Vá curtindo os seus peguetes, enquanto não acha o sujeito certo que vai roubar o seu coração e formar uma família com você... 

quarta-feira

Ele não quer assumir o namoro

Oi Fred!!! Estou ficando com um rapaz faz 11 meses. Quando começamos a sair ele falou que não queria namorar, então concordei em irmos ficando para ver no que ia dar, pois ainda estávamos nos conhecendo. Com o passar dos meses a nossa relação foi ficando mais séria e mesmo assim ele não assumia o nosso namoro, percebi que ele tinha algum tipo de trauma ou receio quando o assunto namoro entrava em questão. Ele disse que o tempo em que namorou não foi legal e por causa disso não quer namorar mais ninguém, mas a nossa relação é completa estamos a todo tempo juntos e o que temos praticamente se transformou em um namoro só que não assumido. Quando eu toco no assunto namoro, ele diz que não quer me perder, que me ama, mas não quer namorar porque não quer ser cobrado e nem quer perder a liberdade. O problema é que com essa atitude dele eu fico insegura e acho que a qualquer momento ele pode ficar com outras pessoas ou simplesmente me esquecer. Estou confusa, sinto que ele gosta de mim, mas não consigo entender esse espaço de que ele precisa. Não sei se ele esta sendo sincero ou está me enrolando. Quando penso no nosso começo, consigo ver um monte de coisas que uma pessoa "que não queria namorar" mudou para poder me ter na vida dele, mas sinceramente não sei se isso é suficiente.

Ele precisa de tempo e de confiança para dar esse passo, se você gosta tanto dele como diz e ele não lhe deu motivo para desconfiança, não tem porque se ater a um rótulo, pelo menos por enquanto, então dê o voto de confiança e navegue em águas calmas e serenas, se o time até o momento está ganhando, não tem porque ter pressa em reivindicar um título, ele virá espontaneamente... Alguns homens são mais sensíveis que outros e quando passam por problemas conjugais nos quais eles não tem o controle, eles se perdem, ficando os traumas e a certeza de que não querem que isso se repita... A maioria desses homens por não serem ativos (macho alfa) não dominam as emoções, não sabem impor e dizer o que querem realmente de uma relação a dois... Acredito que o caso do seu mancebo possa ser parecido com o descrito acima, ele deve ter tido relacionamentos onde a cobrança e os ciúmes reinaram, trazendo estorvos, brigas e insatisfações... E ele por ser uma pessoa avessa às contestações deixava de lado e aceitava passivamente a situação, com isso ele ficava cada vez mais acuado e a mercê de um relacionamento insatisfatório e depressivo, era uma relação onde se prefere aceitar os argumentos para não ter mais que ouvir reclamações e altercações do parceiro e com tudo isso deixando sua liberdade e suas palavras a serviço de uma censura amorosa, fazendo com que ele tenha medo de entrar em outra relação e passar por tudo isso novamente... Meu conselho para você é: Deixe o tempo resolver essa mazela, mas fique de olho nas atitudes dele, pois isso é muito mais importante do que o rótulo de que tanto almeja, veja se ele lhe trata com carinho e respeito se ele é sempre a mesma pessoa com você na frente de familiares, amigos e no cantinho do casal, se ele não lhe dá perdidos e diz que você não pode cobrá-lo, pois não são namorados... Vocês podem até não ser namorados, mas ele lhe deve respeito por você ser a companheira dele e aguentar todo esse “mimimi” do rapazote...